Total de visualizações de página

sábado, 27 de julho de 2013

ENCONTROS E PARTIDAS



E se eu não voltar, não chores! Já deixei muito de mim nos caminhos que trilhamos. Basta olhar para trás e ver nossas pegadas. Algumas se apagaram com o sopro do tempo. Outras, porém, fixaram-se nas pedras que removemos com a nossa passagem.
Brilhei. Me exibi. Me impus! Você me absorveu, me quis, me guardou.
Trouxemos um ao outro encravados em nossas almas. E a nossa vivência ficou escrita na vida, embora tenhamos caminhado na ausência de corpos. Isso não impediu o encontro de nossas almas, as quais se tornaram uníssonas, siamesas, entrelaçadas!
O tempo, vilão das histórias de amor, levou-nos por caminhos diferentes. E o que restou?
Restou você em mim e eu em você! Separados pela vida, unidos pelas lembranças!
Te chamei! Você não ouviu. Te deixei ir.
Ao me perceber longe, você quis voltar! ...Muito tarde! Eu já havia partido!
... E se eu não voltar, não chores. É só refazer nossos passos e me encontrar nos sonhos. Lá, o tempo nunca passou e nós, continuamos olhando rumo ao futuro!


Célia Ramos

9 comentários:

  1. Ta quase uma Clarice... Muito bom!!! xerão

    ResponderExcluir
  2. Cadê os posts "muler"?Heheheh!Eu tenho certeza que já comentei esse aqui, mas só tá aparecendo que eu dei um joinha!Coloca essa cabecinha pra pensar e volta a escrever!
    P.s:É sempre ótimo ver que vc apareceu no meu blog!=)

    ResponderExcluir